sexta-feira, 26 de fevereiro de 2010

O p�blico � o patr�o que resolve a minha vida"

Ana Carolina re�ne �dolos no DVD 9 + Um que celebra os seus dez anos de carreira. John Legend e Esperanza Spalding tamb�m l� est�o l�Era um desejo juntar tanto talento num DVD comemorativo ou foi uma ideia que surgiu por acaso?
Completando dez anos de carreira, pensei que queria fazer tudo o que tivesse vontade. Falei para o meu empres�rio que queria fazer um DVD com v�rias participa��es. Disse lhe que queria cantar com a Maria Beth�nia, Gilberto Gil, John Legend, Esperanza Spalding. E correu super bem porque as pessoas aceitaram participar e os encontros foram muito legais. Houve hist�rias curiosas. O John Legend era um cara que eu n�o conhecia, nunca tinha feito nada com ele. A�, rolou um e mail que dizia que eu era uma cantora brasileira e que adoraria que ele participasse no meu DVD. Mandei uma m�sica e ele n�o s� cantou como fez a letra. Fui para Atlanta e gravei um clip com ele. Maria Beth�nia foi a primeira pessoa que me pediu uma m�sica e era muito natural que eu a chamasse para cantar uma can��o minha que ela gravou [Eu que n�o sei quase nada do mar]. O Gilberto Gil fez uma parceria chamada Torpedo para o disco Nove e logicamente chamei o para cantar. Assim foi com o Luiz Melodia, um cantor que tem muito swing. Chamei a Roberta S� para fazer Milhares de sambas, a Maria Gadu para uma m�sica in�dita chamada Mais que a mim, a Zizi Possi para cantar Ruas de Outono, �ngela Ro Ro para fazer Homens e mulheres, Seu Jorge para cantar T� rindo, �? e Ant�nio Villeroy para cantar um in�dito dele, Hero�na e vil�.Como � que se sentiu no meio de cantores de gera��es t�o diferentes?Luiz Melodia eu escutava com 15, 16 anos... Ser f� e colega � uma honra incr�vel. Fiquei muito emocionada com estas participa��es que me deram aval para mais dez anos de carreira.Quando olha para tr�s e recorda os tempos de menina em que cantava no cabeleireiro da sua m�e, o que � que pensa que mudou em si?
Aprendi bastante neste tempo, porque perdi um pouquinho a inoc�ncia. Percebi que trabalhar na m�sica n�o � s� ter uma boa percep��o musical, compor e cantar. N�o. � preciso entender o ?business? da coisa e aprendi que o sucesso � uma gangorra: de vez em quando ela passa por voc�, de vez em quando ela sai de voc�, de vez em quando ela volta para voc�. � preciso estar sempre atento �s oportunidades do sucesso. O p�blico � o meu maior patr�o, resolve o que vai ser feito da minha vida. Na verdade, eles n�o sabem disso, mas o p�blico � o respons�vel por tudo. Se o sucesso acontece � porque tem um p�blico ali na frente que quer ver voc�.
E o que � que se manteve da Ana Carolina menina?
A for�a trabalhadora para o artesanato. Temos de ter bastante esperan�a, n�o podemos desistir. [Winston] Churchill tem uma frase maravilhosa que diz assim: De fracasso em fracasso voc� chega ao sucesso. Isto significa que n�o nos devemos importar com todas as coisas que se atravessam no caminho e que nem sempre s�o f�ceis, nem boas.
Em algum momento sentiu o fracasso?
Eu acho que... houve um disco que n�o correu muito bem, o disco de est�dio Dois Quartos. De todos os meus �lbuns e de toda a minha hist�ria, foi o mais complicado, n�o foi uma coisa que toda a gente amou. Mas a situa��o reverteu-se com o Dois Quartos ao Vivo, que toda a gente gostou. Devia ter feito logo ao vivo (risos).
No in�cio da carreira, teve consci�ncia do seu r�pido sucesso?
Eu tomei um susto muito grande. Garota, vinda de fora, de Minas Gerais, fiz um programa de televis�o e entendi que as pessoas me iam conhecer. Mas a primeira vez que algu�m falou
Vi te num programa, d� me um aut�grafo, eu apanhei um susto. Parece bobagem estar a falar disto assim, porque j� estou acostumada. Mas com 24 anos n�o tinha no��o e comecei a fazer terapia. Hoje completo dez anos de carreira e dez anos de terapia (risos).
Sentia-se incomodada com a fama?
Um pouquinho. Quando sa�a para comer alguma coisa, entre uma garfada e outra tinha de tirar umas fotos... Achava bom, mas em alguns momentos perdia a privacidade.
E como � que aprendeu a lidar com as pol�micas, sobretudo quando assumiu a sua bissexualidade?
� engra�ado que quando saiu essa revista com essa entrevista, um conhecido chegou ao p� de mim e falou assim: Voc� gosta de homem tamb�m? Foi bom porque ficou logo claro para todo o mundo. As pessoas t�m o h�bito de se focarem s� na arte, de n�o falarem da vida pessoal. Mas eu n�o tenho o menor problema com isso, n�o sofro com o fato de obter uma resposta positiva ou negativa. Para dizer a verdade, depois de ter dito isso, os shows continuaram lotados e os discos continuaram a vender-se. No fundo, no fundo, eu consegui provar uma coisa: as pessoas est�o � interessadas na m�sica. H� pessoas que se escondem por medo de serem atingidas de alguma maneira, mas eu demonstrei que n�o. � importante que uma personalidade diga o que pensa, principalmente sobre os tabus da sexualidade, que ainda existem aqui no Brasil claramente. Acho que dou for�a para que algumas pessoas possam viver de uma maneira mais livre e aberta em rela��o � sua sexualidade.
Se pudesse p�-los numa balan�a, quais dos dois lados pesaria mais: o de int�rprete ou o de compositora?
Eu componho muito, mas a minha maior felicidade � quando outra pessoa canta, porque aquilo passa da cantautora. � muito prov�vel que eu fa�a uma can��o e a cante, mas quando a dou a algu�m consigo acertar um alvo diferente e fico muito realizada. Como cantora eu gosto muito de fazer shows, mais do que ficar no est�dio. O palco � o lugar onde me sinto mais � vontade. � uma coisa de verdade, quando come�a o show, os erros t�m de ser perdoados, os apertos aplaudidos... � um risco e eu gosto de correr esse risco. Mas o que eu gosto mais de fazer � mesmo compor.
Deseja acabar a vida a compor?
A compor, sempre.
Al�m da m�sica, at� onde vai a sua ambi��o?
Quero lan�ar outros artistas pelo meu selo [editora].
E para quando um regresso a Portugal?
No m�ximo at� Junho, com muito prazer!
Fonte: Jornal Metro (Portugal)

Marcadores:


quarta-feira, 20 de janeiro de 2010

Ana Carolina em entrevista a "Veja"

ter�a-feira, 19 de janeiro de 2010

Pintura: Pintei dos 16 anos aos 18 e s� voltei aos 27. Comecei como uma brincadeira para acompanhar uma paix�o, em Juiz de Fora. Hoje, � um dos momentos mais prazerosos do dia e tenho uma fila de amigos para presentear com meus quadros. Aproveito a atividade para escutar as fitas-demo que compositores e cantores mandam. Tem horas que eu interrompo bruscamente o processo de cria��o porque ou�o versos como: Sai da posi��o de borboleta e vem lagarta para mim. Como posso continuar a pintar depois de ouvir isso?
(Ana Carolina-Na entrevista Tarde com Ana Carolina).

Marcadores:


segunda-feira, 18 de janeiro de 2010

Ana Carolina revela que pretende parar de cantar aos 50: '� muito cansativo'

Ana Furtado entrevistou a cantora nos bastidores do show 'N9ve', no Rio.
Com sua voz marcante, Ana Carolina emplaca um sucesso atr�s do outro. A cantora comemora seus dez anos de carreira com o show "N9ve", que tem dire��o de Bia Lessa. Depois de estrear neste final de semana, ela se apresenta nos dias 22 e 23, no Citibank Hall, no Rio de Janeiro.

A apresentadora Ana Furtado entrevistou Ana Carolina nos bastidores. "Trabalho muito, todos os dias fa�o uma can��o nova", diz ela.

Sobre suas inspira��es, a cantora revela que trabalha muito com a imagina��o. "Penso em historinhas. Tenho sorte em ter tantas can��es conhecidas em t�o pouco tempo de carreira."

Segue a Trilha: as m�sicas de Ana Carolina na telinha da Globo

Aos 35 anos, Ana Carolina j� fala em aposentadoria. "Penso em cantar mais 15 anos. Depois dos 50, quero fazer alguma coisa ligada � m�sica. Pode ser que eu queira ficar em casa compondo - sem ficar viajando, porque � muito cansativo -, ter uma gravadora...".
Veja o bate-papo completo no v�deo!

Marcadores:


quarta-feira, 9 de dezembro de 2009

Ana Carolina em ritmo de samba

Cantora, que toca pandeiro h� 15 anos, lan�a CD/DVD em que mostra lado sambista como int�rprete e compositora
Rio - Se a paix�o de Ana Carolina pelo pandeiro � antiga, o flerte com o samba est� mais intenso no DVD e CD Multishow Registro ? Ana Carolina + Um, que chegou esta semana �s lojas. O repert�rio conta com as baladas rom�nticas que marcaram sua carreira, mas traz a cantora interpretando sambas ao lado de Gilberto Gil, Seu Jorge, Roberta S� e Luiz Melodia. Todos de sua autoria ou parceria.Essa hist�ria come�ou quando a Mart?n�lia me pediu um samba. Ao fazer Cabide, senti que tinha uma chance de enveredar um pouco mais para esse lado, conta Ana, que foi apresentada por Mart n�lia ao compositor Momba�a. Ele � da turma dela e inauguramos uma parceria com dois sambas, diz a cantora, referindo-se a T� Rindo, �?, deles com Antonio Villeroy, e Torpedo, m�sica deles e letra de Gilberto Gil.Com Roberta S�, Ana Carolina canta Milhares de Sambas e reencontra Seu Jorge em T� Rindo, �?.Vi que Roberta � a voz dessa can��o, mais que eu. Pensei no Jorge interpretando a letra, conta ela, que ainda tem a companhia de Luiz Melodia em Cabide.Ana, 35 anos, toca pandeiro desde os 20 e criou uma rela��o intensa com o instrumento. Quando escutei Olho de Peixe, disco do Lenine, ficava tentando tocar como Marcos Suzano ( percussionista). Acabei criando um jeito de tocar e o pandeiro se tornou t�o forte no meu trabalho que n�o consigo mais tir�-lo da minha vida, diz ela, dona de oito pandeiros em casa e mais sete que rodam o Pa�s entre os instrumentos de seu show. O meu � feito com a minha medida, com a grossura do couro que pe�o especialmente ao Lanka (artes�o de Campina Grande, na Para�ba).Ana Carolina at� cogita fazer um �lbum dedicado ao batuque. N�o me assustaria se um dia eu quisesse gravar um CD s� de samba. Adoro experimentar, revela. At� l�, vai ouvindo os mestres para aprender. Gosto muito do Arlindo Cruz, Sombrinha, escuto esses caras h� um tempinho. E, quando crian�a, ouvia Geraldo Pereira, Jo�o da Baiana. Sigo tentando fazer samba, brinca ela, confessando que leva jeito para compor, mas n�o para sambar. Tor�o pela Beija-Flor, gosto de assistir aos desfiles, mas acho que n�o conseguiria ficar uma hora desfilando, completa.No DVD, Ana Carolina ainda canta Mais Que a Mim com o atual fen�meno da MPB, Maria Gad�, e faz um dueto ultra-irreverente com Angela Ro Ro em Homens e Mulheres.
Fonte: O Dia Online

Marcadores:


quinta-feira, 3 de dezembro de 2009

Ana Carolina apareceu hoje no V�deo Show.


Sem avisos na programa��o da globo,Ana Carolina deu uma pequena entrevista hoje no programa V�deo Show.
Segue abaixo a reportagem:

Segue a Trilha: as m�sicas de Ana Carolina na telinha da Globo
Cantora relembra can��es que fizeram sucesso em novelas.
Ela � dona de um vozeir�o afinad�ssimo, e � uma das rainhas de trilhas sonoras de novelas. Ana Carolina, que est� com m�sica em Caras e Bocas, j� emplacou dezenas de outros hits na telinha da Globo ao longo de sua carreira. No V�DEO SHOW desta quinta-feira, 3, a cantora relembrou seus sucessos com Fiorella Mattheis no quadro Segue a Trilha.

"A coisa mais importante da M�sica Popular Brasileira se chama novela, porque atinge milh�es de pessoas", disse Ana Carolina, que at� hoje se surpreende quando toca uma m�sica sua em meio � trama. "N�o fazia a menor ideia de que um dia teria m�sicas em novelas quando eu era crian�a".

A atriz lembrou - e cantou - com a gente sucessos como "T� saindo", que embalou a novela Vila Madalena, em 1999; "Quem de n�s dois", trilha de Um Anjo Caiu do C�u (2001); e "Carv�o", tema de Para�so Tropical (2007), entre outros hits. Confira o bate-papo completo no v�deo abaixo.
Fonte:Site V�deo Show

Marcadores:


sexta-feira, 27 de novembro de 2009

V�deo com AC.


Marcadores:


ter�a-feira, 10 de novembro de 2009

Multishow.


Veja a chamada

Marcadores:


V�deo AC.

Veja o v�deo.
Bjus
Eequipe Estampado Fc

Marcadores:


quarta-feira, 4 de novembro de 2009

Ana no V�deo Show.

ter�a-feira, 27 de outubro de 2009

Ana Carolina no V�deo Show.


Marcadores:


domingo, 25 de outubro de 2009

V�deo da Ana no Altas Horas.

sexta-feira, 23 de outubro de 2009

Ana Carolina amanh� no Altas Horas.


Ana Carolina amanh� no Altas Horas n�o percam.

Marcadores:


quarta-feira, 21 de outubro de 2009

Veja os v�deos da Ana na grava��o do DVD de Preta Gil

segunda-feira, 24 de agosto de 2009

Ana no P�nico na TV!


Clique aqui e veja o v�deo .

Bjus

Equipe Estampado Fc

Marcadores:


quarta-feira, 12 de agosto de 2009

Depois de dez, 'Nove'

O primeiro CD (hom�nimo) de Ana Carolina saiu do forno em 1999. Dez anos depois, ela est� prestes a iniciar uma turn� do �lbum intitulado Nove (Sony Music), que tem nove faixas, a partir do dia 9 de setembro (m�s 9). Um DVD, por�m, planejado para ficar pronto ainda este ano, pode adiar o in�cio dos shows, mas n�o os planos da cantora juizforana, que recebeu a Tribuna em sua casa no Jardim Bot�nico, no Rio. Fico t�o focada na parte art�stica, que n�o acompanho muito a agenda. Mas adoraria apresentar este trabalho em Juiz de Fora, dispara Ana Carolina, sem saber, ainda, onde levar� os novos sucessos, todos assinados por ela, reunidos no �lbum produzido pelo trio M�rio Caldato, Kassin e Al� Siqueira.Completando uma d�cada de carreira na Cidade Maravilhosa, Ana Carolina apostou em participa��es internacionais no disco, como a italiana Chiara Civello, que coassina Trai��o, 8 est�rias, 10 minutos e Resta. Dos Estados Unidos, Esperanza Spalding empresta sua pegada jazz�stica � Trai��o, enquanto John Legend completa o duo com letra e voz para a suingada Entreolhares, primeira m�sica de trabalho do CD, que j� se encontra dispon�vel nas lojas.Encerrar um ciclo e iniciar outro n�o parece ser obst�culo para Ana Carolina, que segue entre as maiores compositoras do pa�s, sem deixar seu romantismo para tr�s. O que pode ser conferido em versos como Eu j� n�o sei respirar / Quando estou ao lado seu / Juro que me falta ar, de Resta. Afinal de contas, Ana Carolina � uma artista que n�o esconde que ama. E nem pretende parar de falar de amor.Tribuna - Em Dois quartos, seu pen�ltimo CD, voc� toca baixo e faz um som mais pesado. Qual � a cara de Nove?Ana Carolina - Se vai ser mais balada ou mais rock?n?roll eu nunca sei, s� fa�o as can��es. Em Nove a suavidade reinou porque tem baladas como ?Dentro? e Trai��o, em que eu canto de uma maneira mais minimalista.- O samba continua reinando tamb�m?- Depois que eu fiz Cabide para a Mart?n�lia, fiquei mais � vontade para persistir e criar can��es do estilo. Ent�o fiz o samba ?Torpedo?, que ficou tr�s meses sem letra, e eu resolvi mandar para o Gilberto Gil, achando que era a cara dele. Em dois dias, ele me mandou a letra. J� o outro samba, T� rindo, �?, � uma parceria com Momba�a e Antonio Villeroy. Este (ultimo) � uma esp�cie de Erasmo (Carlos) para mim.- Como foi trabalhar com Chiara Civello?- Chiara assina comigo ?Trai��o? e ?Resta?, uma balada que mistura m�sica brasileira e italiana. Depois, a gente fez ?10 minutos? e ?8 est�rias?, uma can��o ficcional, em que todo mundo pergunta se eu fiquei com aquelas oito meninas, mas n�o � nada disto. O mais engra�ado � que a vers�o da Chiara, em italiano, fala de meninos, enquanto eu quero falar das mulheres.- E com os americanos?- Para Trai��o, eu chamei Esperanza Spalding, uma cantora muito popular no jazz americano, que toca baixo e canta na faixa. Teve tamb�m John Legend, que sempre fui f�, mas n�o conhecia, na faixa ?Entreolhares? que fiz com Antonio Villeroy.- Apesar de mais coeso, Noveseria seu trabalho mais consistente?- O lado autoral est� vindo cada vez mais com for�a, e as pessoas me pedem m�sica. Maria Beth�nia foi a primeira pessoa que gravou uma m�sica minha, ?Pra rua me levar?, e logo me pediu outra, Eu que n�o sei quase nada do mar, que fiz com Jorge Vercilo. Comecei a compor para as pessoas, e isso � um ponto muito importante. Uma coisa � voc� ser uma cantautora, que fica mostrando o que � seu mas n�o contribui com outros int�rpretes. � preciso assinar, deixar sua marca.- Antes de gravar Ana Carolina (1999), seu primeiro CD, voc� mostrava seu som em Juiz de Fora. Como foi este in�cio de carreira, em que voc� dividia os palcos com a Faculdade de Letras na UFJF?- Eu lembro de muitas pessoas da cidade, como Luizinho Lopes, que foi o primeiro cara que me chamou a aten��o para a composi��o. Ele tinha aquela atitude de chegar e cantar as can��es dele, sem tocar um cover. Que legal poder afirmar: sou compositor, e olha aqui minhas letras. Gosto muito das meninas do L�dica M�sica!, que, inclusive, abriram um show meu em Belo Horizonte. Tive o prazer de dividir o palco com nomes como Knorr, Adilson Santos, Dudu Lima - um grande baixista -, Alex Scio, T�nia Bicalho, Marcela Lobo, Cristiane Vicentin e Salim.- Novos talentos de Juiz de Fora, como a Myllena, t�m buscado seu lugar ao sol, muitas vezes inspiradas em voc�. Qual seria o caminho?- A Myllena � maravilhosa. � uma grande promessa para Juiz de Fora, pois tem presen�a e comp�e bem. O principal para uma cantora � a composi��o. Tem que compor e ter o pr�prio texto.- E qual � a receita para alcan�ar a tonalidade certa?- � muito subjetivo. Gosto � o que se discute neste momento. Tem gente que faz uma can��o harmonicamente sofisticada, e nem sempre ela � t�o boa como uma de tr�s acordes. M�sicas simples, como as de amor, na qual tudo j� foi dito, � muito dif�cil ser diferente. � mais f�cil fazer uma can��o complicada, que trate de um assunto diferente, que uma m�sica simples que esboce o que j� foi tratado. Pois � preciso tocar o outro, e isto s� vale a pena quando nossa arte consegue se comunicar.- De cara, voc� emplacou o primeiro trabalho fonogr�fico, Ana Carolina, nas paradas de sucesso. Inclusive, faturou o Pr�mio Multishow em 2000 na categoria revela��o. Este foi seu divisor de �guas?- O grande passo para mim foi ter uma can��o deste disco numa novela. Muito mais que qualquer r�dio AM ou FM. Rolou ainda uma compara��o com a C�ssia Eller no in�cio, e sofri por causa disto, embora tenha sido uma honra. Eu gravei o disco morando em Juiz de Fora. Ficava em um hotel no Rio e voltava. Quando come�ou a dar certo, mudei para c�.Na ponta da l�nguaAna Carolina> Livro A eleg�ncia do ouri�o, de Muriel Barbery CDAmoroso, de Jo�o Gilberto> M�sica Choro bandido, de Chico Buarque e Edu Lobo> PratoFeij�o> SexoNa cama> AmorCompanheirismo> Trai��oSem defini��o> Merece bisEu, Alcione e Maria Beth�nia em Santo Amaro> NuncaJulgar> SempreAgir com o cora��o> Vai no epit�fioDesculpem a poeira
Fonte: Tribuna de Minas (12/08/09)

Marcadores:


Ana Carolina: "O universo entre duas mulheres � muito rico"

Bissexual assumida, a cantora revela que pretende congelar seus �vulos Ao lan�ar seu novo CD, "Nove", a cantora Ana Carolina mostra que continua sem medo de dizer o que pensa. ?Sempre fui de falar as coisas em casa, de maneira aberta. Quando me tornei uma pessoa p�blica, mantive o que era em casa, falando sobre tudo naturalmente?, diz ela, que completar� 35 anos no dia 9 de setembro, quando estreia um show, no Rio de Janeiro. Ela recebeu QUEM em sua nova casa, uma mans�o de tr�s andares, de paredes envidra�adas e muros alt�ssimos, no bairro do Jardim Bot�nico, Zona Sul do Rio. Numa das salas, repleta de quadros que ela mesma pintou, livros de capa dura como The Allure of Woman e The Big Penis Book predominam sobre a mesa de centro. Entre assessoras, empres�rias e empregadas, s�o nove mulheres presentes por l�. Na entrevista a seguir, como era de esperar, Ana foi franca e direta: disse que vai congelar �vulos para, no futuro, ser m�e; desmentiu os boatos de que teria tido um caso com Adriane Galisteu e, mantendo a natural irrever�ncia, falou de sexo com homens e mulheres.QUEM: Por que tantos n�meros 9 em sua vida? � uma supersti��o?ANA CAROLINA: Fiz dez faixas para o disco novo, mas a d�cima era um blues, que seria um ET no meio de tudo, n�o tinha nada a ver com as demais. A�, deixei s� nove, ou seja, n�o foi nada ?mirabolado?. Fa�o anivers�rio numa data cheia de noves. Quando vi que tinha nove can��es, que minha carreira foi lan�ada em 1999, n�o teve discuss�o, pensei: ?O CD vai ser Nove e ponto?. Mas n�o � uma fixa��o, � s� coincid�ncia mesmo.QUEM: Voc� se incomoda em fazer anivers�rio, envelhecer?AC: Um pouco. Vou fazer 35 anos. Se eu viver at� os 70, me assusta pensar que j� cheguei na metade. Tenho vontade de cantar mais 15 anos e depois partir para outra coisa. N�o deixar de fazer m�sica, mas ir para um lugar distante, sem compromisso de shows, sem ter que pensar na expectativa do p�blico perante meus discos.?NUNCA TRA� NEM FUI TRA�DA. MAS OLHA QUE CURIOSIDADE:SOU FILHA DE UMA RELA��O EXTRACONJUGAL DO MEU PAI. NASCI DESSA TRAI��O, QUE DUROU 12 ANOS. ?QUEM: Na m�sica ?T� rindo, �??, voc� canta que ?Homem bom hoje em dia t� ruim de arranjar?. � isso mesmo?AC: (Risos) Escuto algumas pessoas falando isso, � um papo universal. Essa m�sica � um papo entre duas mulheres dentro de uma van, falando sobre vestidos, casamento, homens... � uma cr�nica cantada (ela acende um cigarro e joga as cinzas no ch�o). Ai, o mundo � um imenso cinzeiro.QUEM: Voc� j� andou de van?AC: Cara, andei na �poca do Ana Rita Joana Iracema Carolina, em 2001, quando fiz v�rios shows em lonas culturais pela Zona Norte do Rio. Tinha muita vontade de entrar numa van de passageiros mesmo, mas n�o d�, n�? Voltei agora de Londres, ficava no meio da galera, n�o tinha essa coisa de ?Ah, ali a famosa?. � uma sensa��o boa.QUEM: Na faixa ?8 est�rias?, voc� lista situa��es diversas com mulheres. S�o todas suas ex?AC: N�o tem nada de ver�dico ali. At� porque n�o ficaria bem falar que s� tive oito ex-mulheres. E tamb�m n�o ficaria bem contar de todas essas ex numa m�sica (risos).QUEM: Num CD anterior, voc� cantou que ?comeu a Madonna?. E o que acha do Jesus Luz?AC: Vamos manter a heresia, n� (risos)? Jesus � muito melhor do que eu. Ela arrasou. Naquilo ali est� tudo certo (refere-se a Jesus)! Ali�s, se eu fosse comer ?com? a Madonna, seria vinho e peixe, multiplica��o da comida e da bebida, como na B�blia.QUEM: Al�m de t�rridos amores, suas m�sicas falam bastante de trai��o. � um assunto que voc� conhece bem?AC: Nunca tra� ou fui tra�da. Mas olha que curioso: sou filha de uma rela��o extraconjugal do meu pai. Nasci dessa trai��o, que durou 12 anos. Meus pais n�o foram casados, e ele faleceu quando eu tinha 2 meses. Acredito que voc� traia porque quer um prazer e n�o pelo desejo de fazer mal ao outro (a m�e dela chega e interrompe a entrevista para beij�-la). Estava falando da senhora nesse momento, mam�e! Falando bem, claro.QUEM: Voc� lidou bem com o fato de saber que foi fruto de uma trai��o?AC: N�o tinha que lidar com isso. Era fato. E, depois, meu pai morreu sem eu conhec�-lo.QUEM: Em entrevista a QUEM, em abril de 2008, voc� disse que gosta ?dessa coisa confusa que � o pensamento feminino?. Isso quer dizer que voc� gosta de discutir a rela��o?AC: Adoro! Dos poucos relacionamentos que tive com homens, percebi que voc�s s�o pessoas mais f�ceis de lidar, as coisas s�o como s�o. Agora, falando da rela��o mulher com mulher, as diferen�as s�o conversadas, e n�o ignoradas. Ningu�m deixa nada para depois. Pense que s�o duas mulheres que t�m TPM, s�o naturalmente complexas. Tem uma cumplicidade maior a�. N�o sairia com a cueca do cara, mas saio com a calcinha da minha namorada. Uma mulher com outra mulher exerce v�rios pap�is: o de m�e, amiga, namorada, m�e, filha. O universo entre duas mulheres � muito rico.QUEM: Voc� pensa em ser m�e?AC: N�o tem como n�o pensar. Na �ltima consulta, conversei com meu cl�nico geral sobre congelar �vulos. Ele disse que vai me passar o nome da pessoa com a qual posso fazer isso. N�o me vejo hoje tendo condi��es de dar aten��o a uma crian�a, com o tipo de vida que levo. E sou diab�tica, n�o sei com at� quantos anos produzirei �vulos. Quero deixar isso relaxado na cabe�a. Vai que, com 45 anos, resolvo ser m�e e n�o posso mais??FALANDO DA RELA��O MULHER COM MULHER, AS DIFEREN�AS S�O CONVERSADAS, E N�O IGNORADAS. (...) PENSE QUE S�O DUAS MULHERES QUE T�M TPM, S�O NATURALMENTE COMPLEXAS.?QUEM: N�o cogitaria a ideia de adotar?AC: Sim, por que n�o? Minha irm�, Selma, adotou duas meninas na Amaz�nia, sou madrinha delas. Fiquei encantada em ver como aquela rela��o delas virou uma fam�lia cheia de amor.QUEM: Voc� j� disse que iria inaugurar uma fase mais ?colorida? em sua vida, dizendo que estava em busca de um namorado. Isso se concretizou?AC: Essa fase aconteceu. Mas passou. Eu me aquietei. Estou namorando, n�o vou falar quem. Estou superfeliz.QUEM: Est� namorando homem ou mulher?AC: Ai, n�o vou falar. Corta, corta...QUEM: No ano passado, voc� foi clicada aos beijos, num show da Preta Gil, com um rapaz. Voc�s namoraram?AC: A gente ficou, mas n�o quero expor a pessoa, porque ele n�o soube lidar com essa hist�ria. No dia seguinte, o Orkut dele estava cheio de meninas querendo explica��es, a casa dele foi vigiada. V�rias meninas diziam na internet: ?N�o suporto esse cara?, ?Jamais esperaria isso dela?... Isso era coisa de gays radicais, claro. O p�blico gay ficou mais incomodado em saber que eu beijei um cara do que o p�blico normal ao saber que eu fico com meninas.QUEM: Voc� e Adriane Galisteu tiveram um relacionamento?AC: N�o, imagina.QUEM: Ela nunca negou nem confirmou.AC: Eu soube dos boatos. Adriane estava numa �poca meio complicada. Ela chegou a ir nuns dois shows meus. E a� deu cabo para todo mundo sair falando essas coisas.QUEM: Voc�s s�o amigas?AC: Somos amigas assim, de ela ir aos meus shows. Depois do show, a gente sai para jantar, com amigos... N�o me incomodam esses coment�rios.QUEM: J� namorou menino e menina na mesma �poca?AC: Namorar, n�o. Mas j� fiquei na mesma �poca, sim, e j� era adulta. N�o sei se eles souberam. Eu soube!QUEM: Quem voc� seria se fosse um homem?AC: Hum... Vou arrebentar nessa resposta! Eu seria uma jun��o. Teria os olhos do Andy Garcia, cabelos e nariz do Johnny Depp, boca do Brad Pitt e corpo do Wolverine, o Hugh Jackman.QUEM: O que homens e mulheres t�m que ter para te conquistar?AC: Homem tem que ter convic��es, cabe�a aberta e n�o ter fam�lia tradicional. Uma mulher tem que ter tudo isso e usar salto alto.

Fonte: Revista Quem

Marcadores:


ter�a-feira, 11 de agosto de 2009

Ana Carolina fala sobre seu novo CD, N9ve

Celebrando uma d�cada de uma das carreiras mais bem-sucedidas comercialmente da atual MPB, a cantora Ana Carolina lan�a neste m�s o �lbum N9ve.O nome do disco n�o � por acaso: o n�mero nove sempre teve uma import�ncia m�stica para a cantora, a come�ar pelo dia de seu anivers�rio: 9 de setembro (9/9). Como n�o poderia deixar de ser, traz nove faixas, uma composta em parceria com Gilberto Gil. O CD traz participa��es especiais de tr�s m�sicos estrangeiros: os norte-americanos John Legend e Esperanza Spalding e a italiana Chiara Civello. Ana Carolina falou ao Metro sobre seus convidados e seu novo �lbum.O seu �ltimo disco, Dois Quartos, era duplo e tinha 24 can��es. O atual � simples e tem s� nove. Por que optou por menos m�sicas?Por que tinha s� nove m�sicas mesmo, � um trabalho mais enxuto. J� houve muita reclama��o, gente que prefere mais m�sicas, mas tantas como no �ltimo disco � s� para quem � muito f� mesmo. Para o outro CD, tamb�m tive muito mais tempo para compor, pois n�o fiz turn� antes dele. Mas agora fiz muitos shows e isso dificultou o processo de composi��o.Como surgiu a parceria com Gilberto Gil, em Torpedo?Eu compus a melodia e achei que tinha a cara do Gil. Eu o procurei e pedi para que que escrevesse uma letra. Em dois dias, ele me respondeu com a letra prontinha.Quatro das m�sicas do disco s�o assinadas por voc� e pela italiana Chiara Civello. Como surgiu esta parceria?Eu a conheci quando ela veio ao Rio, fomos apresentadas e a parceria nasceu instantaneamente. Fluiu.E como surgiu a ideia de cantar com Esperanza Spalding e John Legend?A Esperanza eu tentei conhecer quando ela veio ao Brasil.Trocamos e-mails e ela aceitou voltar ao pa�s para cantar e tocar baixo ac�stico na faixa Trai��o. Era f� do John Legend, tamb�m entrei em contato por e-mail. Fiquei muito feliz por ele aceitar gravar.A MPB tem um p�blico cativo, mas poucos j� venderam tanto quanto voc�. A que voc� atribui tanta popularidade?N�o tenho a menor no��o... Fa�o o que eu quero e o que eu gosto. Dei sorte, mas tamb�m tem muita verdade no meu trabalho.

Fonte:Band

Marcadores:


s�bado, 8 de agosto de 2009

Sou fruto de uma trai��o!

Quem vai � casa nova de Ana Carolina, ainda em obras, v� de cara assim que sobe as escadas que d�o acesso a uma bela varanda um quadro onde se l� Foda-se. A impress�o que se tem � a que de l� vai surgir uma mulher arredia e de mal com a vida para a entrevista sobre seu d�cimo disco. Nada disso. Ana se apresenta bem-humorada e revela assuntos �ntimos, quando perguntada sobre a faixa Trai��o, que fecha seu novo trabalho, Nove.
Meu pai e minha m�e foram amantes durante 12 anos. Sou fruto de uma trai��o diz Ana, que, por causa de seu envolvimento com o assunto, v� o tema de forma pouco convencional: Se n�o tivesse havido uma trai��o por parte do meu pai, eu n�o teria nascido. Sempre questionei muito o peso dessa palavra. Trai��o para mim � quando um amigo d� uma facada nas costas do outro.
A cantora deixa claro que nunca traiu e tamb�m nunca soube de uma trai��o de qualquer uma de suas namoradas. Mulheres que foram lembradas, com nomes fict�cios e uma alta dose de bom humor, na m�sica 8 est�rias. De qualquer maneira, Ana Carolina faz quest�o de frisar:
N�o fica nem bem, com 34 anos, eu s� ter oito ex-namoradas, mas tamb�m botar tudo ia pegar mal. Composta com Chiara Chivello, que faz uma participa��o especial no CD, a faixa ter� os nomes de mulheres trocados por de homens quando cantada pela amiga.
Outros que participam do CD s�o a italiana Esperanza Spalding (Trai��o) e o americano John Legend (Entreolhares).
Uma curiosidade do CD e da vida da cantora � a constante apari��o do n�mero nove. Ela nasceu no dia 9 de setembro, lan�ou seu primeiro disco em 1999, e o �lbum tem nove faixas:
? Quando me dei conta das coincid�ncias n�o tive d�vidas do nome do disco.

Fonte:O globo

Marcadores:


Entrevista para Saraiva!

Segue abaixo o link da entrevista que a diva fez para a Saraiva!

http://www.youtube.com/watch?v=tVt9UcabFtM

Marcadores:


sexta-feira, 7 de agosto de 2009

Ana Carolina no bom dia Brasil RJ

Clique no link abaixo e veja o v�deo da diva no programa Bom dia Brasil no RJ
http://rjtv.globo.com/Jornalismo/RJTV/0,,MUL1258110-9101,00-ANA+CAROLINA+ASSUME+SER+GRANDE+SUPERSTICIOSA+PELO+NUMERO+NOVE.html

Marcadores:


ter�a-feira, 4 de agosto de 2009

Ana Carolina lan�a novo CD e quer ser m�e



Cantora comemora 10 anos de carreira, planeja congelar �vulos e diz que ?virou minhoca? depois que se declarou bissexual.

Rio - "Sem �culos? S� se voc� mandar a foto para eu passar no Photoshop!?, disparou Ana Carolina quando come�ou a posar para o fot�grafo em sua nova casa, no Jardim Bot�nico. Virginiana do dia 9 de setembro, Ana mal podia imaginar que o rep�rter incumbido de entrevist�-la por ocasi�o do lan�amento do nono �lbum, ?Nove?, tamb�m nasceu sob este signo do zod�aco, no m�s... nove. O algarismo que se repete tantas vezes na vida da cantora significa ?coroamento dos esfor�os?. Nada mais adequado para comemorar os 10 anos de sua bem-sucedida carreira.?Eu tinha medo de ningu�m gostar. Bobagem de jeca mineira. Mas quando soube que tinha vendido 100 mil c�pias, comecei a fazer terapia?, revela Ana sobre o in�cio da carreira, quando estourou com o hit ?Garganta?, em 1999. Durante esta d�cada, a cantora emplacou pelo menos um sucesso com cada CD que lan�ou.A m�sica ?Quem de N�s Dois? ? vers�o em portugu�s para a balada italiana ?La Mia Storia Tra Le Dita? ?, do disco ?Ana Rita Joana Iracema e Carolina?, de 2001, chegou a 3 mil execu��es nas r�dios. Em 2005, uma vers�o em portugu�s para ?The Blower?s Daughter?, do filme ?Closer ? Perto Demais?, batizada aqui de ?� Isso A�?, grudou. Mesmo assim, Ana Carolina jura desconhecer a f�rmula do sucesso. ?Ah! Se eu soubesse o valor do delta?, gargalha ela, conhecida pelo timbre �nico e tamb�m por pol�micas.Em entrevista � revista ?Veja?, em 2006, a cantora disse ser bissexual. ?As meninas ficaram danadas comigo. Virei minhoca. A surpresa foi: ?Ela gosta de homem tamb�m?. Mas n�o deixaram de ir ao show?, conta Ana, que est� namorando (mas n�o diz quem) e planeja congelar seus �vulos para uma futura gravidez. ?Sou diab�tica. N�o posso parar agora. Mas se daqui a 10 anos eu tiver vontade...?, diz. Prestes a completar 35 anos, Ana Carolina vai comemorar o anivers�rio no Citibank Hall, com o show ?Nove?.No novo �lbum, ela flerta com o tango nas faixas ?10 Minutos? e ?Resta?, ambas em parceria com a italiana Chiara Civello e traz o americano John Legend em ?Entreolhares?, j� em execu��o nas r�dios. ?Escrevi para ele: ?Oi. Eu sou uma cantora brasileira e queria que voc� cantasse essa m�sica?. Ele topou?, diverte-se Ana, que j� pensa na aposentadoria. ?Daqui a 15 anos eu paro. Vou fazer outra coisa. Tenho medo de viver � pr�pria sombra?, diz.

Fonte: O Dia Online

Marcadores:


"Ana Carolina ambiciona o sucesso populista??, por Mauro Ferreira

Nem a Excel�ncia da produ��o de Ale Siqueira . Mauro Caldato e Kassin atenua a anemia da safra de in�ditas reunida por Ana Carolina em ?Nove??. O �lbum confirma que a produ��o autoral da artista parece ter chegado a um ponto de exaust�o, j� detectado no disco anterior, o duplo ?Dois Quartos?(2006). Com ares de tango eletr�nico ?10 minutos? (Dimmi Perch�) � a �nica m�sica digna da discografia inicial da artistas. Se os sambas ?T� rindo, �?? e ?Torpedo? (com letra de Gilberto Gil) sequer ro�am o suingue de ?Cabibe? (2005) ou a beleza mel�dica de ?Vestido Estampado? (2003), as baladas - como ?Era? e ?Dentro?- figuram entre as piores da artista no g�nero. O flerte descarado com o pop radiof�nico em ?Entreolhares?, tema que subaproveita os vocais do cantor americano John Legend, sinaliza que Ana Carolina ambiciona o sucesso populista. Com cantora ela � das melhores da sua gera��o e acerta ao dosar os tons em ?Nove?. Mas n�o basta cantar bem e se aproveitar de uma produ��o luxuosa, Noves fora, nada. Ou quase nada...
Fonte: O Dia (04/08/09)

Marcadores:


segunda-feira, 3 de agosto de 2009

Ap�s o excesso do CD duplo 'Dois quartos', Ana Carolina acerta o foco e sofistica sua receita no disco 'Nove'


RIO - Fiz a quitinete que voc� pediu - provoca Ana Carolina ao receber o rep�rter em sua mans�o no Jardim Bot�nico para uma audi��o de "Nove" ("N9ve" na arte do CD) ao lado de muitos dos envolvidos na cria��o do novo �lbum, entre m�sicos, compositores parceiros, produtores, arranjadores, t�cnicos, equipe de produ��o, da gravadora Sony e ainda amigos pr�ximos.Agora, com repert�rio enxuto, apenas nove e redondas faixas, a brincadeira mostra que a cantora, compositora e violonista n�o se esqueceu da critica a seu disco de est�dio anterior, "Dois quartos", lan�ado em dezembro de 2006, um CD duplo com 24 faixas, que pecou exatamente pelo excesso.- Pela manh�, Ana me ligou, furiosa com a resenha publicada no Segundo Caderno. Mas, no fim daquele mesmo dia, ela me chamou de volta dizendo que o teor do texto fazia algum sentido - conta sua empres�ria, Marilene Gondin.Quase tr�s anos depois, � evidente que o tempo fez bem a Ana Carolina e � sua m�sica. "Nove" (que a Sony bota nas lojas esta semana, com tiragem inicial de... 99.999 c�pias, e mais algumas refer�ncias ao seu n�mero de sorte, ela que nasceu, em Juiz de Fora, num dia 9 de setembro, em 1974) � seu melhor e mais ousado trabalho. Al�m do rigor na peneira do seu repert�rio e da voz potente calibrada na dosagem adequada, Ana se cercou das pessoas certas. A produ��o musical ficou entre a dupla M�rio Caldato e Kassin (em seis can��es) e Al� Siqueira (nas tr�s restantes); para as bases instrumentais est�o cobras como Renato Massa (bateria), Alberto Continentino (baixo), Donatinho (teclados) e Jo�o Parahyba (percuss�o); os arranjos se alternaram nas m�os de Arthur Verocai, Lincoln Olivetti, Felipe Pinaud e Sean O' Hagan; e em tr�s faixas Ana faz duetos: com o astro da m�sica soul contempor�nea John Legend (em "Entreolhares"), a contrabaixista e cantora de jazz americana Esperanza Spalding (na balada "Trai��o", que tamb�m conta com o piano de Daniel Jobim) e sua mais nova parceira, a italiana Chiara Civello (em "Resta", uma das quatro que elas assinam juntas no CD, esta tamb�m com participa��o na letra de Dulce Quental). "Nove" convence o cr�tico-rep�rter, mas ser� que a cantora e compositora que mais vendeu discos e tocou no r�dio na �ltima d�cada, desde seu d�but, em 1999, vai conseguir repetir o sucesso? Pergunta que a pr�pria se faz em certo momento da noite regada a bons vinhos, na casa que mais parece um jardim suspenso, com suas estruturas de a�o e muito vidro - projeto do arquiteto �ndio da Costa -, incrustada na encosta do Corcovado e aben�oada pela deslumbrante vista da Lagoa e das encostas do Rio. A resposta vir� aos poucos, de um combalido mercado musical, que em nada parece com o da �poca de sua estreia. Mas os ingredientes b�sicos de Ana Carolina continuam presentes: a voz poderosa e can��es, do pop ao samba, com letras confessionais que, em alguns momentos, falam sem pudores de mulher para mulher. Entre essas, "8 est�rias", que ganhou toques de tango no arranjo e lista oito "ex": "Giovanna me liga ainda / Laura nem pode me ver / Pra Cl�udia eu dan�ava sozinha / At� que na pista conheci a Sophia / Com Luna s� disse mentiras / Pra Juana mentia em espanhol / Pra Carmem inventei tanta est�ria...".- Chiara, minha parceira nessa can��o, tamb�m vai grav�-la, mas na vers�o para o italiano ela est� mudando o g�nero dos personagens, que viram Giovanni, Lauro, Cl�udio... - conta Ana, que foi apresentada � cantora italiana por Daniel Jobim num dos informais saraus dos Compositores Unidos, que re�ne mensalmente gente do meio musical carioca.Ela n�o mudou na ess�ncia, mas, saudavelmente, procurou tanto novas refer�ncias quanto velhas influ�ncias. No segundo caso, a parceria com Gilberto Gil, que letrou o �timo samba "Torpedo", de Ana e Momba�a.- Trabalhamos muito tempo nesse samba e enviamos, cheios de dedos, para Gil, que o devolveu com a letra pronta e perfeita em apenas dois dias - diz ela, que tem mais sambas na gaveta, mas v� um excesso de cantoras no g�nero. - N�o gosto de r�tulos, de ficar parada numa estante. E � muito bom viver no Brasil por agregarmos a m�sica do mundo todo e podermos criar algo novo a partir dessa grande mistura.Um exemplo disso � "Entreolhares", can��o para a qual o parceiro Ant�nio Villeroy achou que cabia bem uma letra em ingl�s, da� o convite para John Legend Stephens, que assina a vers�o e participa do dueto. O resultado remete ao per�odo, nos anos 1970, em que a m�sica soul flertou com o samba e a bossa nova, em trabalhos de gente como Stevie Wonder e Leon Ware (em suas parcerias com Marcos Valle).

Fonte: O Globo Online

Marcadores:


quarta-feira, 28 de janeiro de 2009

Martinho faz duo com Ana para trilha de filme


Samba recente lan�ado por Martinho da Vila em 2008 no CD e DVD O Pequeno Burgu�s, Filosofia de Vida ganhou regrava��o de Ana Carolina com aval do compositor. O registro foi feito no est�dio da gravadora MZA Music para a trilha do document�rio batizado com o nome do samba. O filme, que vai ser lan�ado ainda em 2009, conta a vida do compositor com a dire��o musical de Marco Mazzola - produtor dos �ltimos �lbuns de Martinho da Vila.

Marcadores:


domingo, 4 de maio de 2008

Apresenta��o!!!!! do Blog Estampado FC!

Muito Prazer somos Talita Martins , Mar�lia T�rres e Emerson Roberto!

Como milhares de pessoas n�s somos f�s e temos um amor incondicional pela cantora Ana Carolina!Nossa meta � reunir o m�ximo de f�s poss�veis da nossa diva, afinal � raro ter bom gosto neh gente rsrsrs... e n�s pessoas de extremooo bom gosto temos q nos unir para falar desse anjo que a cada dia ilumina mais nossas vidas!

Aqui voc�s encontrar�o:

- Reportagens sobre aninha
- Agenda da nossa diva.
- Dicas de sites para encontrar produtos sobre a nossa diva!
- Mais um monte de novidade que divulgaremos no decorrer dos tempos!

Bom galera sabemos que es ta tudo muito novo ainda.. .por isso pedimos carinhosamente sugest�es para o "Estampado fc"!
Prometemos que nenhuma das sugest�es ir� passar despercebida e todas na medida do poss�vel ser�o atendidas!Ser� uma honra ter cada um de voc�s aqui com a gente!
� uma sensa��o incr�vel poder homenagear nossa diva,mesmo sendo de uma forma t�o singela!E reunir pessoas t�o especiais e de tanto bom gosto!
Agradecemos carinhosamente desde j�!
Sejam bem vindos!E salve salve Ana Carolinaaaaaa!

By:Mar�lia T�rres , Talita Martins e Emerson Roberto!

Marcadores: , , , ,


Videos da Ana